sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Swimmers


Estou a nadar numa piscina de água, frutose, acido ascórbico que na realidade não é mais que vitamina C, alguns enzimas, fosfatos, bicarbonato e zinco. Esta solução mantêm-me saudável e sou mais um no meio de uma infinitividade de outros como eu. Por aqui fala-se de tudo, sobretudo de expectativas e do mistério do mundo exterior.

Alguns de nós acreditam que somos a génese da criação, portanto divinos, outros defendem que seremos apenas instrumentos do criador pai, cujo corpo compartilhamos, há ainda grupos radicais que pensam em deuses que superam os limites da carne, seres espirituais que governam o todo, esses são os mais felizes porque aceitam que a derrota será um desígnio de algo que os ultrapassou.

O espírito competitivo está sempre presente, todos estão preparados para a corrida e a angustia que nos aflige é a incerteza de não saber que dificuldades iremos encontrar no percurso, que podem existir barreiras não naturais que nos impeçam de chegar ao objectivo, desvios de ultima hora ou apenas mera manipulação.

O que nos alenta é que, com a conjugação certa de ciclos, desejos ou enganos, um de nós, às vezes até dois ou três, poderá vencer a corrida e conquistar o prémio e ao fazê-lo conseguir crescer e deixar de ser apenas mais um nadador.
video
Monty Python-Every Sperm is Sacred (Meaning of Life)

3 comentários:

Pronúncia disse...

Mas mau, mesmo mau é lutar, batalhar, nadar, ser mais rápido, mais forte e quando chega ao destino... "Ups! Fui enganado!..."

Manuel de Jesus disse...

Agora, fiquei curioso, pode haver muitos tipos de enganos, alguns refiro subtilmente no texto, a qual te referes?

Pronúncia disse...

A todos os enganos que mencionaste no texto...