sexta-feira, 17 de abril de 2009

Redenção



video

Leonard Cohen-Hallelujah

10 comentários:

mf disse...

Ora bem, 'xa cá ver se eu consigo fazer algum sentido (tu pensas à velocidade da luz, nem sempre é fácil seguir-te o passo...):

Há quem não faça mais do que a lista que fizeste, outros há que guardam o pedacinho de Deus que é pensar. E que usam o pensamento para se levantarem da sanita e saírem da casa de banho. E que sabem que o desígnio de algumas pessoas é serem mesmo, algures na sua vida, o airbag de alguém.

'There's (always) a blaze of light'

LBJ disse...

Hedgie,

Aquilo que escreveste é exactamente o que dá titulo a este post, um acto de redenção, há dias em que acredito mais que noutros nessa possibilidade.

Repara que o acto de ignorar o volante pode não ser um “Blaze of Light” mas será com certeza um “Blaze of Glory”.

PS.: Isso do penso à velocidade da luz dava um conceito de marketing interessante para o Band-Aid.;)

forteifeio disse...

Esta música do Leonard Cohen é uma obra de arte. Boa escolha.

Ana GG disse...

Ninguém consegue ficar indiferente à indiferença, é tramada. A forma mais violenta de ferir lentamente.

Ainda bem que continuam a existir homens de fé que inventam airbags...

mf disse...

Para mim, o acto de ignorar o volante não é um 'Blaze of Glory'. Pelo contrário, agarrá-lo é que pode ser.
'Blaze of Light' é quem é um airbag... :)

mf disse...

Mimo no meu blog. A blaze of light. :)

LBJ disse...

Forteifeio,

É difícil encontrar uma musica do Leonard Cohen que não seja uma obra de arte mas esta realmente brilha um pouco mais e o homem continua a cantar magistralmente apesar da idade.

LBJ disse...

Ana,

Pois é a forma mais violenta de ferir e muita gente nem dá por isso.

LBJ disse...

Hedgie,

Blaze por definição é uma luz intensa e calor, um momento, e a vida é feita de momentos e do que realizamos neles.

Mimos e desafios, eu te digo… ficas guardada para o próximo post, no entretanto aqui solenemente te condecoro com a grã ordem do Airbag;)

mf disse...

Muntóbrigadinha pela condecoração. Espero não inchar tanto que um dia, com um toque, arrebente por mim acima!

Quanto ao próximo post... Uuuuuuuiiiii, que virá aí? Meeeedo...
Eh eh