quarta-feira, 25 de agosto de 2010

O Privilégio do Disparate – (IN)Mundanismos [10] – O poder de ter poder


Parece que já não vale muito a pena falar das vuvuzelas por isso vou continuar a falar no Facebook e não me venham dizer que fiquei viciado na coisa porque é mentira, só lá vou sempre que posso e os rumores de que me levanto a meio da noite para fumar um cigarro e ver se tenho comentários são calunias, eu só não deixo de fumar porque não quero, tiro prazer da coisa e tenho uma certeza inabalável de que não irei morrer disso. Tenho que confessar que antes de ter entrado neste admirável mundo de amizades, convívio e galhofa e quiçá fruto da minha ingenuidade e juventude, pensava que o Facebook não era mais que uma espécie de clube tuperware para troca de mimos sobre futilidades e claro havia apenas o tal famoso farmville que entretinha a malta.

Quando me comecei a amigalhar, palavra que ao contrário de mudasti merece entrar no léxico nacional, primeiro porque faz sentido e é fácil de conjugar, eu amigalho-me, tu amigalhas-te, ele amigalha-se, nós amigalhamo-nos, vós amigalhai-vos, eles amigalham-se e por aí fora e segundo porque não faz publicidade a nenhuma beberragem açucarada de utilidade duvidosa, logo percebi que o Facebook era muito mais do que eu podia imaginar ou sonhar. De repente o meu espaço começou a ser invadido por ofertas de pedidos ou pedidos de ofertas de coisas fantásticas, assombrosas, mirabolantes plenas de graça imaginação e fantasia. Havia Ilhas e fronteiras e gangsters e máfias e parques de diversão e bolinhas de sabão e abraços e beijinhos e flores e questionários de tudo e algo mais e o primeiro conselho que me deram quando me olharam no olhos e me viram em pânico a tremer a olhar para aquilo tudo foi: Elimina.

E aprendi aos poucos a eliminar. Sempre que me aparecia algo estranho, pimbas eliminava e já não me aparecia mais. Esta capacidade que o Facebook nos oferece de eliminar o que nos desagrada é o que mais me agrada no sistema porque não se fica apenas pelas jigajogas e traquitanas, mas pode ser estendido a pessoas. Sim perceberam bem o Facebook permite ao comum dos mortais eliminar pessoas e tanto quanto sei continuando a passar pela casa partida sem ter que ir parar à prisão.

Por isso meus amigos façam como eu, se sabem daquela pessoa chata cuja infelicidade vos bateu à porta no dia em que a conheceram e que teima em vos lembrar que ainda mexe e que mantém intacto o talento de debitar disparates mais rapidamente que a vossa vontade de verem se têm comentários novos ou que insiste em divulgar testes que atestam a sua imbecilidade ou que dizem que ela é o supra sumo da batata ou que explicam que grande amante ou beijoqueira se tornou quando vocês até sabem que o xarroco de olhos esbugalhados esquecido há dias na banca da peixeira e que a ASAE se o apanha leva para parte incerta, beija infinitamente melhor, eliminem.

Eliminar no Facebook é gratuito, a pessoa eliminada desaparece, nunca mais a vêm e ainda tem a vantagem de que ela também não vos consegue ver. Do ponto de vista virtual é quase tão bom como voltar atrás no tempo e nunca ter saído de casa naquele dia fatídico…


Durutti Column-The missing boy

14 comentários:

Storyteller disse...

Quem te ensinou a eliminar, tua amiga é!
Também sou uma entusiasta do FB, embora não ande a cultivar morangos, nem a fazer festinhas a touros, nem a tentar ocnquistar o Oeste, nem me meto em guerras com a Mafia. Limito-me a ter a minha ilha paradisíaca e a procurar um ou outro tesouro nas ilhas vizinhas.
Tornei-me perita em amigar-me e em desamigar-me (também este verbo deveria passar a fazer parte do novo dicionário da Porto Editora). Tornei-me perita a ocultar-me bem à vista de quem não me quer bem sem me conhecer.
Mas arrependo-me de uma coisa. Arrependo-me muito do dia em que apresentei o meu «relationship» (que, pelos vistos, é um termo facebookiano) ao admirável mundo do FB. Arrependo-me amargamente!
:S
P.S. - Que música horrorosa!

Paula disse...

Eu não só elimino como bloqueio! Assim, nem vê comentários em amigos comuns, nem anda a cuscar as diferentes fotos de perfil, nem nada! Pessoalmente, só o fiz com duas pessoas... mas, de vez em quando, tenho vontade de fazer uma limpeza!

Só de vez em quando... hummm... no me lo creo!

Gata2000 disse...

E o poder é completamente enebriante, será por isso que fumas a meio da noite e embrulhado no fumo dos teus cigarros eliminas sem piedade? :)

LBJ disse...

Story,

Mais que amiga...

Bora lá fazer petições para tornar amigar e desamigar e amigalhar e desamigalhar palavras no dicionário :)

Coitado do teu rs...

Beijos lambuzados

LBJ disse...

Story,

PS. Tu não percebes nada de música :P

LBJ disse...

Paula,

Creio que ainda não te dei as boas vindas :)

Sabe bem o cheiro a casa limpa ;)

Beijos

LBJ disse...

Gata,

Já tinha saudades tuas :)

Na verdade nunca fumo a meio da noite.

E tu tens FB? Onde, como, quem? :D

Beijos

Cenourit@ disse...

Tu aprendeste essas "cenas" todas"???
Eu ainda não aprendi nada disso, mas vai dar-me muito jeito descobrir... tenho que explorar melhor o FB!

Beijocas***

Abóbora Amarelinha disse...

Vim retribuir a visita, se bem que não se compara á tua, chiça!
Pois eu não desamigá-lho ninguem, só que não me amiga-lho com todos os que me pedem amigalhanço, quanto ás vacas e massarocas nem me aproximo, tenho uns peixinhos ranhosos que são só meus, heheh, agora os testes manhosos, ai o que eu adoro aquelas surpresas, saber quando me vou casar,quantos filhos vou ter, se amanhã vou beijar com lingua ou sem ela, quantas pinocadas vou dar aos 80 anos, etc...isso é que é!!!
Beijos.
Ps: já saudades de ler "beijos lambuzados"

Abóbora Amarelinha disse...

Faltou o "tinha" no meio do já e das saudades.

Bongop disse...

Storyteller... criaste um monstro facebookiano (será que esta palavra vai parar ao dicionário?).
O homem já amiga, desamiga, bloqueia e sabe carregar no botão "gosto"!
O Little Boy passou a ser Big boy!
LoL

E sim, no FB conhece-se gente fixe, é uma vantagem deste centro social (gostei de vocês), mas que também existem grandes palhaços também é verdade!
:D

Jogo Verdonia, queres ser meu aliado?
:P

Abraço Little FB Boy
:)

Vani disse...

Era aqui que eu devia defender-me???????? do quei??? o_O

vais desamigalhar-me, é???

AUFDERMAUR disse...

Já ouvi uma música qualquer a esse respeito, "eu vou te deletar do meu orkut", ou coisa parecida:D

Eu também resisti muito tempo a aderir ao facebook mas acabei por me render e aquilo é engraçado! Os joguinhos é que não são muito a minha onda.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Interesante e eu nem acredito em coincidências.
Mas para além da musica que adoro e que por acso ontem ou antes de ontem ou ainda antes, publiquei no FB, estas palavras davam-me jeito que fossem minhas, pq ando com preguiça de escrever. mas tb queria dizer isto ;-))

Sim tb descobri o FB e tenho encontardo tantos desamigos, mas tb amigos que levamos daqui dos blogues onde as palvras se t)r)ocam. e esses valem sempre a pena. Ainda não aprendi a defender a minha intimidade, penso que é estritural eu não aprender com erros e continuar a acreditar até prova em contrário. e mesmo com provas tenho uma recusa intelectual em acreditar que algo pode ser tão mau. acho que o termo científico para mim é :PARVA.
Mas sou feliz à mesma.
Feliz por te ler, A ti e a tantos reais, que me enriquecem
Bjs