terça-feira, 28 de abril de 2009

Anatomia do desejo



Tenho paixão por palavras que se estendem alem da compreensão ainda pela forma como nos saem num sussurro. Tenho paixão por verbos de posse e vontade.

Eu desejo; eu tenho desejado; eu desejava; eu tinha desejado; eu desejarei; eu terei desejado; eu desejei; eu desejara; eu deseje; eu tenha desejado; eu desejasse; eu tivesse desejado; eu desejar; eu desejaria; eu teria desejado; eu ter desejado.

O desejo é a génese do pecado.

Na Vaidade desejamos superlativar o que temos e o que somos, desejamos ser belos da frente e do avesso, desejamos que nos venerem, admirem, idolatrem e amem, desejamos ser fonte e causa de outros desejos.

Na Inveja desejamos as existências dos outros, desejamos o material e suas conquistas, desejamos a abstracção da mesquinhez, desejamos a razão justificada na fome e na secura, desejamos tudo na ânsia do desejo.

Na Ira desejamos a racionalização da raiva, desejamos a capacidade de cegar da visão do mal, desejamos a força de dobrar vontades, desejamos realimentar ódios e angustias, desejamos aniquilar a vontade de qualquer desejo.

Na Preguiça desejamos a continuidade do vazio, desejamos a invenção da ausência da necessidade, desejamos estender inércias e abençoar entropias, desejamos perpetuar num instante de eternidade o acordar do desejo.

Na Avareza desejamos preservar a posse, desejamos ocultar pensamentos de miséria e pequenez, desejamos que o nosso todo se multiplique com a intervenção do nada, desejamos sobretudo evitar a partilha do desejo.

Na Gula desejamos saciar a abundância , desejamos devorar o pouco e o muito, desejamos o doce e o salgado, desejamos lambuzar, engolir, mastigar, regurgitar, desejamos consumir o próprio desejo.

Na Luxúria desejo a humidade do vermelho dos teus lábios, desejo o sentir dos teus poros, desejo o túrgido dos mamilos no teu peito, desejo o conforto das tuas coxas, desejo o calor do teu interior, desejo o simultâneo do teu êxtase, desejo simplesmente o teu desejo.

Eu pecador me confesso.
video
Procol Harum-A Whiter Shade Of Pale

24 comentários:

forteifeio disse...

O Desejo, mergulhado nos sete pecados mortais revela-se antes de se revelar, mistura-se entre os desafios psicológicos da acção e do pensamento qual deles o primeiro?

" I m only human " como diz a música dos Human League.

Não conhecia esta versão de whiter shade of pale, só conheço a da annie lennox.

LBJ disse...

Forteifeio,

O desejo é a ponte para o pecado, o pecado o rio que desagua do desejo.

Human League, gosto muito boa sugestão.

A whiter Shade of Pale é dos Procol Harum, a versão é da Annie Lennox :)

Princesa (des)encantada disse...

LBJ, quase não comentava porque este é um texto arrasador. E lindo. Desejar é mesmo um verbo "de posse e vontade". Pode ser génese do pecado, como dizes. Mas pode também ser dádiva e amor. Confessos. Também se deseja o bem a alguém, que um outro seja feliz, deseja-se sorte. A quem nos é especial, claro, por isso é também um verbo egoísta - na medida em que o bem, a felicidade, a sorte, desses de quem gostamos, nos faz bem. E o egoísmo é pecado, mas esse desejo é amor.

LBJ disse...

Princesa,

O desejo é um caminho perigoso para o amor, mas um que me parece que vale bem a pena percorrer:)

O desejo é um verbo egoísta mas quando se deseja o desejo fazemos a comunhão do egoísmo e talvez assim a redenção do pecado.

Princesa (des)encantada disse...

LBJ, muito à frente... Não sei se algum teólogo aceitaria essa teoria da redenção... Mas entendo e, de certa forma, não está longe do que escrevi. Também nos actos que são pecado, conta a intenção. Pode não redimir, mas dá menos avé-marias para a penitência... :)
Quanto ao amor, não existe sem desejo. Amar também é querer. O outro e tanto mais. Mas como "caminho" é perigoso, sim...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Uma bela viagem pelos pecados capitais. Bem descontruidos.

Qto à musica... nao a ouvia ha imeeenso tempo, mas sempre romantica... E no original ;)

LBJ disse...

Princesa,

“dá menos avé-marias para a penitência”

E possivelmente resultados mas práticos e interessantes:)

LBJ disse...

Daniel,

Tenho que te confessar que até consegui arranjar meeeesmo o vídeo da musica original. Mas acabei por optar por esta versão para demonstrar que velhos são os trapos :)

Pronúncia disse...

Para mim é um dos teus melhores texto.

Combinar o desejo com os sete pecados foi uma excelente ideia, e o resultado está lindo!

Parabéns, LBJ! :)

ipsis verbis disse...

O verbo desejar é demasiado poético, mas talvez daí a tua "paixão" (?). Já o querer (que também é de posse e vontade e que cabe perfeitamente nas tuas linhas) teria sido mais austero e terminante... e talvez (só para espicaçar) mais pecado?

LBJ disse...

Pronúncia,

Muuuuito obrigado:)

LBJ disse...

Ipsis,

Tens toda a razão, para a próxima: "anatomia do querer", fica já prometido ;)

Jane Doe disse...

Ainda não ouvi a música mas vou ouvir.

O desejo é a base de tudo... não será?

LBJ disse...

Jane,

Ouve, ouve que vais gostar.

Ámen ;)

Jane Doe disse...

Já ouvi, gostei!

E oh pra mim ali no canto superior direito!

Tão linda que estou!

mf disse...

Muito, muito bom... :D

PS: Nós, que te lemos, podemos desejar mais posts destes?

LBJ disse...

Jane,

Eu não disse que gostavas e sim adoro o teu Icon e tenho testemunhas de que estou a falar a sério, pergunta a quem confias de coração;)

LBJ disse...

Hedgie,

Muito obrigado, muito obrigado:)

Se pedires com jeitinho, sabes que sim;)

Jane Doe disse...

:D:D:D:D:D

Nem precisei perguntar!

Fazes-me rir, sorrir, sei lá, tudo o que seja mostrar a dentadura.

Pepsodent smile!

Ana GG disse...

"Tenho paixão por verbos de posse e vontade"

Mais que um desejo, vibro com um QUERO (meu ou dos outros...na hora e local certos, claro).


Os teus textos estão cada vez melhores!

LBJ disse...

Jane,

:D:D:D:D

Que lindo sorriso que tu tens, nunca o percas.

LBJ disse...

Ana,

Irei falar do Quero dentro em breve, está prometido à Ipsis e agora também a ti:)

Obrigado, até me fazes tremer;)

Who Am I disse...

Só na luxúria falas na primeira pessoa...porque será?

LBJ disse...

WAI,

Bem vinda.

Porque não sou vaidoso nem invejoso nem irado nem preguiçoso nem avarento nem guloso.