sexta-feira, 4 de junho de 2010

Não me apetece…


…Voltar a correr atrás de quimeras e outros bichos com asas e penas coloridas e sonhos suaves que se podem comer sem risco de engordar. Não me apetece escrever com data marcada palavras bonitas ou nada que se pareça com dever. Não me apetece ter agora nada mais do que vontade de mim. Não me apetece sentir qualquer pudor em ser egoísta e esquecer por alguns instantes que a minha importância se relativiza pela importância de quem me é mais importante. Não me apetece saber que não sou Sol, fonte e suficiente para todos os que quero e que ainda sou por obrigação algo que não quero ser para outros que não quero que façam já ou ainda parte de mim.

Não me apetece seguir regras, seguir horários, seguir rumos, seguir costumes, seguir outros filhos, seguir o vento, seguir a fome. Não me apetece dançar por fora do ritmo que sinto no corpo que ainda sabe escutar. Não me apetece ter que justificar os meus apetites ou a minha falta deles. Não me apetece estar onde estou e não estar noutro lado. Não me apetece saber que me falta coragem ou sobra consciência de largar tudo e ficar nu num lugar onde nada mais me falta que o que me sacia.

Não me apetece dores nem sedes. Não me apetece acordar ou adormecer nalgumas manhãs. Não me apetece o escuro sem a tua luz. Não me apetece rasgar o passado nem antever o futuro. Apenas me apetece não me apetecer.


James-Sound

7 comentários:

Bongop disse...

Pois... a mim muitas vezes também não apetece nada, mas... que remédio!
Vou dar uma de velho... "é a vida!"
LoL

Abraço

Cirrus disse...

Pá, pareces o Pessoa!!!

Fátima disse...

Ora aí está! Muitas vezes sinto exactamente isso... existe tanta coisa que não me apetece fazer só por sim! Sem ter que dar qualquer explicação sem ter motivo para tal. Apetece-me ou não me apetece e ponto final.

Gostei deste post, identifico-me com a maioria das coisas que escreveste.

Bjs

Storyteller disse...

Não me apetece comentar os escritos deste post porque há alguns dos teus «não me apetece» de que não gosto. Incomodam-me.

Porém, há outros «não me apetece» que gosto. Mas não me apetece dizer quais são.

Apetece-me, isso sim, comentar a música por ti escolhida.

Esta versão aqui colocada foi cantada e tocada num concerto memorável: Manchester Evening News Arena, a 7 de Dezembro de 2001. Supostamente, o último concerto dos James. Felizmente, ficaram-se mesmo pelo supostamente.

Ok, depois deste debitar tremendo de conhecimento inútil (perdoem-me leitores amigos e inimigos do LBJ, mas os James são, para mim, a maior banda do Mundo; religião, mesmo!), vou, finalmente, comentar a música:
Sound... sublime!
:*

Abóbora Amarelinha disse...

Eu até comentava qualquer coisa...mas como não fizes-te referência á tua noite de sábado, não vou comentar nadica de nada!
beijinhos

Pronúncia disse...

LBJ, se não te apetece não faças... ele há coisa mais aborrecida que termos que fazer o que não nos apetece?!

Bêjos :)

Noya disse...

Desde que não te apeteça desaparecer.

Calha a todos, mas em parte estou com a Story, há alguns "não me apetece" "incómodos".
Que a vontade volte depressa.

Abraço.